Abelha trabalhadora

Abelha trabalhadora


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Desde os tempos antigos, as pessoas usam uma variedade de produtos apícolas. No estágio atual do desenvolvimento humano, a apicultura é um dos ramos mais populares e promissores da pecuária. A abelha vive de acordo com uma hierarquia rígida e é considerada um símbolo de trabalho árduo. Para se envolver efetivamente na apicultura, você precisa conhecer todos os meandros da criação, o dispositivo da colônia de abelhas e as peculiaridades de cuidar das colmeias.

Características da estrutura das abelhas melíferas

A abelha, como você pode ver na foto, tem três partes principais do corpo:

  • cabeça;
  • peito;
  • abdômen.

Na cabeça do inseto melífero existem 2 olhos simples e 3 olhos compostos, uma mandíbula, uma tromba e glândulas que produzem feromônios.

Na região torácica, existem pontos de fixação para duas asas grandes e duas pequenas. A velocidade de vôo da planta de mel é de até 25 km / h. Existem também 6 pernas na região torácica.

No abdômen existe uma glândula venenosa, diretamente uma cerca de mel, glândulas de cera, bem como glândulas para a produção de substâncias odoríferas.

A principal diferença entre as abelhas domésticas e silvestres é o tamanho. Os parentes selvagens costumam ser menores. A cor também é diferente - as espécies selvagens são menos brilhantes e existem até espécimes completamente cinzentos.

Mas os indivíduos selvagens têm imunidade muito mais forte e são mais trabalhadores. Os selvagens também mostram agressividade com mais freqüência do que os insetos domesticados.

Estrutura familiar e delineamento de responsabilidades

A colônia de abelhas consiste em três tipos de indivíduos:

  • trabalhadores;
  • drones;
  • útero.

A expectativa de vida, as responsabilidades e até a aparência de diferentes membros da família são radicalmente diferentes.

A rainha ou rainha das abelhas. Ao contrário de outros indivíduos, possui um ferrão liso, que é utilizado como ferramenta reutilizável. Este é um grande inseto de até 22 cm. A expectativa de vida do útero é de até 7 anos. O papel da rainha na família é reabastecer a colmeia com cria e aumentar a colônia. O útero sai da colmeia apenas durante o período de enxameação. O útero põe 1.500 ovos uma vez por mês. Durante sua vida, a rainha do mel é capaz de botar 3 milhões de ovos.

Indivíduos que trabalham. Esta é a base da colmeia. Eles alimentam a prole, os zangões e também limpam a colmeia. O número de exemplares de trabalho no verão pode chegar a 70.000 por colmeia. Todas as operárias descendem da mesma rainha.

Drones. Os drones não têm ferrão. São machos de tamanho grande, que se dedicam apenas à fertilização do útero. Existem mais zangões na prole do que o necessário para a vida da colmeia. Portanto, a maioria deles é expulsa da família.

Existem também colmeias de abelhas. São jovens que trabalham exclusivamente dentro da colmeia. Eles constroem favos, alimentam os filhotes, mantêm uma temperatura normal, fornecem ventilação e limpam o ninho. Eles também processam o néctar em mel nas colmeias. A idade das colmeias é de até 20 dias.

Ciclo de vida das plantas de mel

O ciclo de vida depende diretamente do propósito da abelha. O útero vive 7 anos, o zangão - 5 semanas, a planta de mel que funciona - 8 semanas.

As larvas são alimentadas por abelhas operárias por 6 dias. Depois disso, a larva é lacrada com cera em uma cela especial, onde entra em fase de pupa.

Após 12 dias, surge uma imago - um indivíduo jovem que se diferencia de uma planta melífera adulta nos tegumentos moles do corpo. Sua principal responsabilidade é limpar a colmeia e cumprir seus “deveres domésticos”.

Um jovem começa a coletar o néctar somente após 15 dias. Além disso, nos primeiros dias, ela não voava longe, a cada vôo, aumentando a distância.

Se várias rainhas aparecem na colmeia, então inevitavelmente ocorre o enxame e a família se divide. O novo enxame está procurando abrigo há vários dias e, neste momento, eles vivem nas árvores.

Raças populares de abelhas

As abelhas domésticas têm várias raças. Os criadores desenvolveram variedades que variam em tamanho, cor, resistência a doenças e a quantidade de mel trazida.

Raças mais populares:

  1. Estepe ucraniana. Tamanho pequeno, cor amarela e sem agressividade. Eles toleram bem o inverno, têm uma alta resistência a doenças. Durante a temporada, eles trazem até 40 kg de mel de uma família.
  2. Abelha escura europeia. As abelhas são de cor escura com uma pequena tromba. Os indivíduos são grandes, o mel é feito de uma sombra clara. Entre as desvantagens, ligeira agressão e irritabilidade são perceptíveis.
  3. Cárpato. Indivíduos cinzentos com total ausência de agressividade. Os insetos são resistentes a doenças e ao frio. A enxameação ocorre frequentemente, o que promove uma reprodução rápida.
  4. Italiano. Uma abelha com baixa produtividade em comparação com outras raças, mas ao mesmo tempo destrói perfeitamente os insetos nocivos ao redor da colmeia. A planta do mel desta raça distingue-se pela sua limpeza.

Cada apicultor seleciona para si a espécie ideal de mel. Muitos são orientados para o desempenho, mas a resistência a doenças e a tolerância no inverno são igualmente importantes.

A raça mais abelha

A maioria dos especialistas em apicultura considera a variedade de plantas melíferas da Rússia Central como a melhor em produtividade. Em primeiro lugar, a vantagem desta variedade é a sua robustez e resistência invernal. Os primeiros voos de plantas melíferas da Rússia Central já fazem a uma temperatura de + 4 ° С.

A raça mais produtiva é considerada devido à sua capacidade de trazer até 50 e até 70 kg de mel de uma família por temporada. Nesse momento, o útero começa a colocar menos ovos para não interferir no trabalho das plantas de mel para fazer estoques.

Características do conteúdo

A abelha melífera na apicultura requer cuidados e manutenção especiais. Obter mel de alta qualidade não é trabalho apenas da abelha, mas também do apicultor. Existem nuances a considerar ao criar um apiário. Principalmente se não houver experiência anterior em apicultura.

Onde localizar um apiário

O apiário deve ser localizado em um local onde sejam criadas as condições de vida mais naturais.

Importante! As colmeias devem estar localizadas em uma área protegida do vento e cercada por um grande número de plantas melíferas.

É ideal se houver uma floresta e prados próximos ao apiário. Não coloque colmeias perto de um rio. Em dias de vento, as abelhas podem morrer no rio, extraindo mel do outro lado.

A melhor opção é um pomar, pois as árvores protegerão as colmeias do vento e, na floração, fornecerão néctar às colônias de abelhas.

Como configurar urticária

As colmeias devem ser espaçadas de 4 m. Entre as linhas - 6 m. Uma colmeia de alta qualidade ajudará a aumentar a produtividade da colônia de abelhas.

Você pode fazer sua própria colmeia ou comprá-la em uma loja especializada. O desenho da colmeia pode ser horizontal ou vertical. Ao mesmo tempo, a colmeia vertical tem a capacidade de organizar até 14 camadas. E o horizontal é conveniente porque pode ser expandido se necessário.

As molduras podem ser retangulares e quadradas. As colmeias devem ser feitas de madeira macia.

No verão, a colmeia reclinada acomoda uma família completa. No inverno, até 2 famílias podem viver em tal colmeia. É imprescindível cuidar da disponibilidade de um bebedouro, já que as melíferas bebem com prazer no calor.

Para evitar o sobreaquecimento da colmeia no verão, é melhor pintá-la de cores claras ou de branco.

Recursos de cuidado

A primavera é considerada o período mais difícil. Nesse momento, o apicultor tem muitos problemas. É importante fortalecer a colônia de abelhas e controlar o enxame.

  1. Após o inverno, você precisa inspecionar a colmeia. Deve estar seco, limpo e quente.
  2. Uma família deve ter estoques de 8 kg de mel e 2 molduras de pão de abelha.
  3. Na primavera, é imperativo colocar novos favos, alimentar insetos e trazer novas rainhas.

Atividades de enxameação de abelhas no verão:

  1. Retire cuidadosamente o enxame após o pouso.
  2. Deixe a rede com o enxame em um quarto escuro por algumas horas.
  3. Se as abelhas não se acalmaram durante esse tempo, não há rainha no enxame ou há duas delas.

Diretamente de junho a agosto, as plantas melíferas coletam néctar e pólen. O espaço livre deve ser fundado para que as abelhas não se envolvam na construção, mas possam se dedicar inteiramente à colheita do mel.

Em agosto, o apicultor precisa cuidar da preparação para o inverno.

No outono, a qualidade do mel é verificada e suas reservas são avaliadas. Para um bom inverno, recomenda-se alimentar as abelhas com calda de açúcar.

A umidade da colmeia deve ser de 80%. A temperatura ideal para o inverno é de até + 4 ° С. Além disso, durante o inverno, você precisa se certificar de que não há luz forte e ruído no apiário.

Importante! O veneno da abelha melífera é um ingrediente muito valioso em alguns medicamentos.

Plantas de mel silvestre

As abelhas silvestres instalam-se nos ocos das árvores, nas fendas, nos túneis de terra. Em condições naturais, as abelhas selvagens são caracterizadas pela agressão aos humanos. Mas, por outro lado, eles são completamente semelhantes às abelhas domadas. As abelhas não domesticadas podem tolerar perfeitamente até os invernos mais severos com temperaturas de até -50 ° C.

O mel de abelha selvagem é um produto extremamente saudável. Mas você precisa coletá-lo com muito cuidado. Ao mesmo tempo, é importante não retirar mais de 1/3 do estoque da colmeia selvagem, para que a família não morra durante o inverno.

Se uma família de abelhas selvagens se estabelecer perto de uma casa humana, elas não podem ser destruídas. Isso danificará todo o ecossistema. Basta entrar em contato com um serviço especializado, que virá retirar o enxame de abelhas com a ajuda de uma isca.

Conclusão

A abelha melífera é conhecida pelo homem desde os tempos antigos. A caça era o mesmo tipo de embarcação que a caça e a pesca. O mel é o produto apícola mais valioso, mas, além disso, as abelhas fornecem às pessoas cera, própolis, pão de abelha e geleia real. O homem moderno não precisa procurar o mel das abelhas selvagens. Basta ter insetos melíferos em seu próprio apiário. Tudo que você precisa é desejo e um pouco de conhecimento.


Assista o vídeo: Abelhas trabalhadoras bee factory